Senso-de-humor-e-linguagem-por-que-os-norte-americanos-não-riem-das-piadas-britânicas-abaenglish

Humor em inglês: britânico ou norte-americano?

Como disse o grande escritor Bertolt Brecht: “A história é horrível sem humor”. De fato, o que é o humor, se não a capacidade de compreender o lado cômico das situações da vida, inclusive as mais trágicas?

Porém, a chave do humor, ou de um determinado tipo de humor, não está somente na natureza do ser humano em si mesmo, mas também tem suas raízes na cultura e nas tradições de uma nação. Por exemplo, alguma vez você já se perguntou por que algumas piadas fazem você rir em alguns idiomas, mas não em outros?

O sentido do humor, na verdade, está parcialmente vinculado à nossa história e nossa percepção da vida. Além disso, o humor sempre requer um certo nível de reflexão.

Quando se fala de humor, rapidamente vem à mente o humour inglês clássico, perspicaz, inteligente e, às vezes, cruel. E o humour norte-americano? Talvez você pense imediatamente em uma frase engenhosa e meditativa de Worry Allen, porém, isso é outra história. Vamos ver porque.

Humour inglês

O humor inglês tem seu foco no aspecto cômico e absurdo do que ocorre diariamente. Uma das características mais distintas do humor na Grã-Bretanha é a capacidade de permanecer indiferente. Quem conta uma piada pode ficar tão sério que pode ser quase impossível entender se a pessoa estava brincando ou se tinha a séria intenção de fazer uma observação perspicaz.

Além disso, um ingrediente fundamental é o exagero, com o fim de ressaltar exatamente esse defeito e esse aspecto da personalidade que se quer mostrar.

E aí chegamos a outra aspecto importante: o sarcasmo, que é enfatizar os defeitos próprios e alheios com um tom amargo e afiado. Se você ouvir alguma frase um pouco crítica sobre algum dos seus defeitos ou sobre sua maneira de fazer as coisas, não se precipite concluindo que seu interlocutor esteja falando sério. Inclusive, o olhar mais sério e a frase mais afiada podem ocultar uma piada. Na verdade, se você tem alguma dúvida sobre rir ou responder, você pode ouvir seu interlocutor dizer: “Estava só brincando!”

Exemplo

Oh, I did not know that you could say something smart!
(Oh, eu não sabia que você poderia dizer algo inteligente!)

I’m sorry, but I can’t be a friend of someone who drinks only coffee!
(Desculpe, mas não posso ser amigo de uma pessoa que só toma café!)

Uma das chaves para compreender se trata-se de uma piada é o fato de que você perceberá, quase certamente, um tom autocrítico na forma do seu interlocutor fazer as coisas. A autoironia, ou seja, a capacidade de não levar-se a sério demais e de brincar sobre seus próprios defeitos, é outro ingrediente importante. De fato, a piada não tem outra motivação além de tirar o drama de uma situação grave e encarar o lado amargo da vida de ânimo leve.

Exemplo

This morning, I was so distracted that I put on my grandmother’s bra!
(Esta manhã eu estava tão distraída que vesti o sutiã da minha avó!)

Os personagens de humour inglês da televisão britânica confirmam isso. Os britânicos adoram atacar os perdedores, personagens um pouco atrapalhados que lutam para encontrar seu lugar na vida. Não é apenas uma forma de desdramatizar, mas também de exorcizar os medos e dizer que, fundamentalmente, os defeitos e erros graves são um mal comum. A ironia é tão grande na cultura britânica que o site onepool.com lançou uma enquete para votar nas piadas britânicas mais queridas.

Por fim, um ingrediente muito comum na ironia britânica é representado pela paranomásia, que em inglês se chama pun, um jogo de palavras que explora o múltiplo significado de alguns termos ou a homofonia de algumas palavras para gerar um efeito cômico.

Exemplo (neste caso, o jogo de palavras se refere ao verbo stick, que pode indicar a ação de colar com cola ou apegar-se à palavra dada)

Always trust a glue salesman. They tend to stick to their word.
(Sempre confie em um vendedor de cola. Eles tendem a apegar-se em sua palavra)

Humour norte-americano

E em relação à ironia norte-americana? Talvez seja mais fácil criar uma definição de ironia norte-americana quando comparada com a inglesa, já que a tradição, neste sentido, não está tão arraigada como na Inglaterra.

Na Grã-bretanha, a ironia é um valor intrínseco da cultura; nos Estados Unidos, porém, a ironia tem um campo específico e há situações e eventos onde podem soar um pouco fora do lugar.

Também é mais aberta e mais fácil de identificar, inclusive para aqueles que não conhecem bem a cultura norte-americana. Trata-se mais de uma forma carinhosa de caçoar de um amigo que é agradável e digno da própria amizade. Não tem nem um pouco dos tons amargos e sutis do humor britânico.

Embora você nunca ouvirá um inglês pedir desculpas imediatamente após uma piada, muito frequentemente você ouvirá um norte-americano completar a frase dizendo: “…just kidding!” (estou só brincando!)

Exemplo

Did you put a pineapple on your head this morning? I’m kidding!
(Você colocou um abacaxi na cabeça hoje de manhã? Estou brincando!)

A principal razão desta diferença, sem dúvida, é uma diferença cultural entre os ingleses e os norte-americanos. Os norte-americanos não têm medo de suas emoções; as expressam de forma aberta e declarada. Por outro lado, os ingleses não demonstram emoções e podem escondê-las por trás de uma risada sarcástica ou uma brincadeira com poder libertador.

E a ironia do grande Woody Allen? Trata-se de um certo tipo de ironia norte-americano da tradição judaica que tem muitos exemplos na história do cinema norte-americano, desde os irmãos Marx até os Coen. É algo muito diferente.

A melhor forma de evitar que uma brincadeira irônica em inglês o surpreenda é conhecer bem o idioma. O curso online da ABA English oferece 144 videoaulas de gramática e a mesma quantidade de curtas-metragens que o ajudarão a obter as habilidades necessárias para encarar a comunicação diária. Não estamos brincando!

Sim, quero experimentar o curso!
Sim, quero baixar o app!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *