Gramática-do-inglês-concordância-sujeito-verbo-abaenglish

A concordância sujeito-verbo na sintaxe do inglês

Fazer a concordância do sujeito e o verbo em inglês pode parecer bastante simples; você pode pensar que traduzir do português é suficiente para evitar erros. Na realidade, não é assim tão fácil: alguma vez você já se perguntou se era apropriado usar o plural de um verbo para uma oração com vários sujeitos ou o verbo no singular para um substantivo coletivo?

A concordância refere-se ao conjunto de regras que regem as relações entre as diversas partes do discurso. No caso do sujeito e do verbo, em inglês, as regras podem ser diferentes das do português e, portanto, não é recomendável limitar-se à tradução. É claro que a regra básica, como no caso do português, define o verbo no singular para um sujeito no singular, e o verbo no plural para um sujeito no plural.

The boy goes to school.
(O menino vai para a escola)

The boys go to school.
(Os meninos vão para a escola)

No entanto, há muitas exceções e situações especiais. Aqui estão todas as regras que você deve seguir para evitar erros.

Substantivos coletivos

O que acontece com uma oração em que o sujeito é um substantivo coletivo seguido da preposição “de”? O verbo irá no singular ou no plural? Em português usa-se o verbo no singular, e o mesmo ocorre no caso do inglês.

A flock of birds flies over my house.
(Um bando de pássaros voa sobre a minha casa)

Sujeitos conectados por uma conjunção disjuntiva

Dois sujeitos unidos por uma conjunção disjuntiva exigem, ao contrário do português, o verbo no singular.

My mum or my aunt is coming.
(Minha mãe ou minha tia vem).

Sujeitos ligados por uma conjunção correlativa

O que acontece com os sujeitos ligados por conjunções correlativas como “nem… nem…”? Mesmo neste caso, a regra é um pouco mais complexa do que no português. Em português, o verbo é sempre no plural, enquanto que, em inglês, o verbo concorda com o último sujeito da lista.

Neither the dishes nor the forks go on the counter.
(Nem os pratos nem os garfos vão no balcão)

Neither the dishes nor the fork goes on the counter.
(Nem os pratos nem o garfo vão no balcão)

Se um dos sujeitos é o pronome “eu”, então é melhor evitar colocar o pronome no final.

Neither I, my sister, nor my friends are going to the concert.
(Nem eu, nem minha irmã, nem meus amigos iremos ao show)

Sujeitos ligados por uma conjunção coordenativa

Com vários sujeitos unidos por uma conjunção coordenativa a regra geral requer a utilização do verbo no plural.

The car and the bicycle are in the garage.
(O carro e a bicicleta estão na garagem)

Sujeito e verbo separados por orações incidentais ou outros conjuntos de palavras

Quando o sujeito e o verbo estão separados por outra frase (chama-se de oração incidente), ou por outras expressões, a concordância permanece sem alterações e segue a regra geral.

The note, along with the pencil, was found under the shelf.
(O bilhete, junto com o lápis, foi encontrado debaixo da prateleira)

Mary (and I am not lying!) is stealing a pair of shoes from the store!
(Mary (e eu não estou mentindo!) está roubando um par de sapatos na loja!)

Unidade de medida

E o que ocorre com as unidades de medida? Independentemente da soma, o verbo vai no singular.

£10 is too much.
(10£ é demais)

Mas, se você se refere ao dinheiro como objeto a considerar individualmente, então a concordância está relacionada com a quantidade, seja no singular ou no plural.

£10 were found in the garden.
(10£ foram encontradas no jardim)

Expressões que indicam quantidade

Com expressões que indicam quantidades, como “um pouco de…”, “um terço de…”, “todo o…”, a regra exige que o verbo concorde com a palavra que indica o objeto em questão.

All of the cake is gone.
(Todo o bolo acabou)

All of the cakes are gone.
(Todos os bolos acabaram)

No caso em que estas expressões introduzam sujeitos coletivos como família, grupo, júri, o verbo pode ser conjugado tanto no singular como no plural.

All of my family has arrived on time.
(Toda minha família chegou a tempo)

All of my family have arrived on time.
(Todos da minha família chegaram a tempo)

I wish you were here…

E a música de Pink Floyd? É um caso de um erro absurdo? Por que o sujeito está no singular e o verbo é were em vez de was? A razão é que, neste caso, a oração expressa um desejo, é o chamado subjunctive mood, que é usado para expressar um desejo, um fato imaginário. De acordo com a regra, neste caso, o sujeito singular exige o verbo no plural.

I wish you were here.
(Gostaria que você estivesse aqui)

She would prefer if he came tomorrow.
(Ela preferiria que ele viesse amanhã)

Aqui apresentamos os diferentes casos de concordância do sujeito com o verbo em inglês. Esperamos ter esclarecido suas dúvidas sobre o tema. Você quer saber mais sobre gramática? Por que não experimenta nosso curso online? A ABA English oferece 144 videoaulas gratuitas e a mesma quantidade de curtas-metragens que o ajudarão a entender e a falar inglês de forma correta em diferentes contextos da sua vida diária. Você também terá à sua disposição professores nativos para tirar todas as suas dúvidas.

OK, quero experimentar o curso!
OK, vou baixar o app!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *